Thursday, October 15, 2009

mais lazy days - a casa da prática e da poesia

Você chegou, diz a placa à entrada do Upper Hamlet.
Onde? Onde você está, sempre.


Durante os Retiros de Verão, uma vez por semana costumamos ter uma sessão de perguntas e respostas com o Thây. Os participantes -- começando pelas crianças, depois os jovens e enfim os adultos -- encaminham-se até junto do mestre, e ao microfone fazem uma pergunta, compartilhada com toda a Sangha.

Em 2008, lembro-me de uma menininha que sentou-se junto do Thây e perguntou-lhe se ele era casado.
-- Não, eu não sou casado.
-- Mas você tem filhos? -- ela perguntou.
Thây pensou um instante, e com expressão divertida disse:
-- Sim, eu tenho filhos e filhas.
A menina surpreendeu-se.
-- Quantos?
Após uma breve pausa, Thây respondeu:
-- Um milhão -- e lançou seu olhar doce sobre a platéia, que naquele Retiro de Verão costumava ser de mil pessoas por semana.

A menina exlamou Oh!, e mostrou-se verdadeiramente surpresa, olhando-o deslumbrada. E quando todos pensavam que ela se daria por satisfeita, surpreendeu a todos com uma nova pergunta -- normalmente, o costume é que cada participante faça uma única pergunta.
-- E você sabe o nome de todos eles?
Thây refletiu antes de responder algo como:
-- Não de todos. Alguns estão mais próximos e eu convivo todos os dias. Desses eu sei o nome. Outros não ficam sempre perto de mim, mas mesmo assim de muitos deles eu sei o nome.

E havia mais por parte da menininha:
-- E você tem casa para todos esses filhos?
Thây olhou-a divertido.
-- Acho que temos uma jovem repórter, aqui... -- e depois de um silêncio, complementou -- É, eu tenho uma casa para um milhão de filhos...


Não estou transcrevendo, mas sim citando de memória, então perdoem-me a inexatidão e a contaminação da minha própria percepção

Pareceu-me que Thây falava de Plum Village, aberta a praticantes de todo o mundo, como a casa para um milhão de filhos e filhas. Falava também de seu coração. Falava dos ensinamentos do Buda. Falava da própria sangha.

Cada Sangha do Thich Nhat Hanh é essa casa na qual ele é o pai espiritual. Se você pratica, e souber olhar ao redor e dentro de si mesmo, encontrará essa casa.

Esta postagem mostra fotos dessa casa, e não gostaria de legendar as imagens, como nas postagens anteriores. Desfrute da sua própria atenção, do seu olhar e da sua respiração -- aqui e agora.

E talvez você se dê conta -- Você chegou, você está em casa.

































































nunca há

silêncio
porque há
poesia
sempre

2 comments: